A Secretaria de Saúde através da Coordenação de Endemias – em parceria com  a Secretaria de Infraestrutura – fizeram a doação de manilhas para o Projeto Dengoso, que para a reprodução de peixes no Campi da Universidade Estadual de Campo Maior, que ajudam intensificar as ações de combate ao mosquito Aedes aegyti, causador da dengue.

O secretário de Saúde Manin Pereira disse que as ações são constantes pelas equipe de combate ao mosquito, que trabalham integradas a outras pastas da administração municipal: na limpeza da cidade, na orientação da sociedade e no combate as larvas do mosquito causador da doença.

“Os responsáveis pelo projeto de criação da espécie barrigudinho são alunos do curso de Biolgia, do campus de Campo Maior. As manilhas ofertadas servirão para a reprodução do peixe barrigudinho que fazem o controle biológico se alimentando de larvas de mosquitos e que se reproduzem na água parada”, explicou o coordenador municipal de Endemia Raimundo Barros.

Após a reprodução  os peixes serão distribuídos em pontos estratégicos da cidade: poços cacimbão, bueiros com e em locais que durante o inverno há acúmulo d’agua recebendo uma atenção especial dos agentes de endemias que fazem o monitoramento dos locais onde as espécies são colocadas. “A medida visa controlar a proliferação do mosquito transmissor da dengue em nosso município e dispensar o uso de inseticidas beneficiando o meio ambiente”, cita o coordenador de combate as Endemias.




Fonte: http://www.portalcampomaior.com.br/novo/saude-peixe-e